5 Dicas de como criar uma senha segura

Quando pensamos em senhas, logo relacionamos com algo ligado à nossa vida e assimilamos em um código. As vezes com número, as vezes com caracteres especiais, porém isso é uma porta para você como usuário, poder ser lesado por algo facilmente evitável.

Uma pessoa mal-intencionada com ferramentas corretas, utilizando a engenharia social, pode descobrir sua senha de uma maneira fácil e intuitiva. Caso a senha utilizada seja a mesma em vários sistemas, informações e meios de controle das contas estarão no controle do mal feitor, e aí é a dor de cabeça na certa!

Maquiando e realizando ações nas contas, o mal feitor utilizará todos os recursos disponíveis para tirar o maior proveito em um curto período, ou seja, dinheiro ou informações.

Existem casos ainda piores de ataques direcionados, com donos de empresas ou pessoas com cargos de confiança onde a informação a ser sequestrada é predeterminada antes dos ataques.

Agora que sabemos da importância de não falharmos com a criação de nossas senhas, vamos falar sobre o que podemos fazer e quais são as ferramentas que podem ser utilizadas para auxiliar quando criar uma senha

1- Evite utilizar nomes e números relacionados diretamente com você ou alguém próximo. Essa é a regra básica. Muitos sites já oferecem essa barreira na criação de contas, impedindo o usuário de utilizar seu próprio nome ou data de nascimento como senha, mas não se esqueça, informações de parceiros e família são tão vulneráveis quanto suas informações;

2- Não tenha um padrão. Utilize diferentes números e caracteres especiais na combinação, por exemplo, toda vez que ocorrer a mudança, utilizar uma frase seguida de caractere especial e número: Arroz@1; Esquilo@1; Portugues@1;

3- Não utilize a mesma senha em todos os sistemas. Como comentado anteriormente, esse fator escala o problema de invasão inimaginavelmente. Sempre utilize senhas diferentes em seus e-mails e contas de internet banking principalmente.

4- Altere sua senha de tempos em tempos. Caso alguém esteja tentando invadir sua conta, o tempo médio para descobrir uma senha fácil/comum são três meses. Pode parecer pouco tempo para alterar sua senha, porém é seguro.

5- Utilize um sistema de controle de senhas. Hoje em dia, temos inúmeros sistemas desse tipo, como Keepass XC, Bitwarden ou os próprios navegadores contando com essa tecnologia embutida, o único problema é relacionado ao ponto anterior, manter senhas armazenadas por muito tempo sem alterá-las pode ser arriscado.

                Se invadirem o sistema central que controla suas senhas, você também terá um problema gigante. Métodos de login de sistemas que lidam com informações sensíveis são bem mais robustos, contendo confirmação via celular, e-mail ou WhatsApp, e se você perder o acesso a todos esses métodos, você pode conseguir restaurar a conta com um documento que comprove titularidade.

Existem inúmeras formas para se proteger e blindar e todas dependem unicamente de você, tomando cuidado como usuário e seguindo as regras e dicas de criação de conta dos sites e acompanhando as informações de login de suas contas sensíveis.

DICA BÔNUS: Separei três sites geradores de senhas para te ajudar na criação de senhas fortes, de forma rápida, fácil e segura.

Aqui na Mazzola Contabilidade, levamos a segurança das informações e dados muito a sério, com sistemas de defesa, proteção e análises, verificando se está tudo certo com os acessos e informações. Mas nada disso daria certo se não tivéssemos esse cuidado especial com as senhas, realizando alterações a cada 3 meses.

Pode parecer loucura ou chatice ficar alterando as senhas, mas, só quem teve uma conta invadida, sabe como é difícil e demorado o processo de recuperação, ainda mais se envolver dinheiro. Fique atento com suas senhas!

Gostou deste conteúdo? Compartilhe ele com outras pessoas!

Não esqueça de deixar seu comentário aqui embaixo, sua opinião é extremamente importante para nós.

Redação por: Cauã Crivellaro, processo TI da Mazzola Contabilidade. Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela FATEC de Jundiaí.
Revisão por: Daiane Alegro Guido, processo Financeiro da Mazzola Contabilidade. Graduação em Ciências Contábeis pela Anhanguera, e Pós Graduação em Controladoria e Finanças pelo SENAC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.